Ligue-me por favor! Use o nosso formulário de contacto!

Vantagens para si

Os adsorventes Sorbacal® baseados em cálcio e as respetivas misturas oferecem uma excelente captura para uma vasta gama de poluentes ácidos e micropoluentes. Além de uma eficiente captura dos poluentes, a utilização dos adsorventes Sorbacal® oferece um conjunto de vantagens para o seu processo. São obtidas vantagens adicionais combinando os nossos produtos com as nossas soluções e serviços personalizados para o seu equipamento e operação específicos de FGT.

Solução com o menor custo global

Na maioria os casos, considerando o custo de capital do equipamento, a eficiência dos adsorventes avançados e a flexibilidade operacional, estamos em condições de oferecer aos nossos clientes a solução com o menor custo global.

Sem consumo de água

Na injeção de adsorvente seco (DSI), os nossos produtos de reatividade melhorada permitem uma remoção eficiente dos poluentes sem utilização de água. É o inverso do que sucede nos sistemas intensivos em água, como os depuradores húmidos ou os adsorventes pulverizados por via seca. Torna a DSI particularmente vantajosa em regiões onde a água é escassa.

Despesas de capital reduzidas

Comparada com outras tecnologias FGT, uma unidade DSI requer um investimento limitado e apenas uma pequena paragem para instalação. Constitui um suplemento simples ao processo existente. 

Reduzido consumo energético

O processo DSI utilizando hidróxido de cálcio consiste na injeção de um pó seco pronto a usar num fluxo gasoso. Por conseguinte, a operação consome pouca energia, uma vez que não requer qualquer moagem adicional do pó.

Sistema com resposta rápida

Ao contrário da maioria dos outros sistemas, a DSI permite uma rápida modificação da dosagem: de 0 a 100% em apenas alguns minutos. Tal proporciona uma resposta rápida a alterações do nível de pico devido a diferenças na qualidade do combustível ou a outras alterações no processo. Os "cortes de picos" aumentam a eficiência, reduzindo os custos de captura dos poluentes. Isto revela-se especialmente útil nos processos combinados, por exemplo, no caso da DSI com adsorvente pulverizado por via seca. Os sistemas de DSI também são fáceis de ligar e desligar, uma funcionalidade útil para centrais elétricas com grandes oscilações de carga.

Vida útil dos filtros de manga mais longa

As cinzas volantes podem ser muito corrosivas para o tecido dos filtros de mangas. Na DSI as cinzas volantes são diluídas, evitando a degradação do tecido e reduzindo os custos. Os nossos adsorventes são também utilizados para pré-revestir os filtros de mangas com uma camada protetora, prolongando a respetiva vida útil.

Remoção de múltiplos poluentes

Os adsorventes Sorbacal® podem ser misturados com carvão ativado, linhite ativado ou Minsorb® para combinar a remoção de gás ácido com a captura de micropoluentes (por ex., mercúrio, dioxinas, furanos). Desta forma só é necessário um sistema DSI, o que permite reduzir os custos. As misturas são personalizadas de acordo com a composição dos gases de combustão do cliente.

Redução da corrosão dos equipamentos

Quando gases ácidos como o SO3 e o HCl são arrefecidos até aos respetivos pontos de condensação na presença de humidade, são criados compostos muito corrosivos que danificam os dutos e sistemas de controlo da poluição do ar. Os adsorventes de elevada reatividade Sorbacal® garantem uma captura eficaz num vasto intervalo térmico, reduzindo a corrosão dos dutos.

Maior flexibilidade de combustíveis

O carvão com elevado teor de enxofre e outros combustíveis primários são normalmente bastante mais baratos que os combustíveis com baixo teor de enxofre. A superior reatividade e potencial de captura de gás ácido dos adsorventes Sorbacal® permitem a utilização de combustíveis com níveis superiores de enxofre ou cloreto. Isto permite uma operação mais flexível e económica.

Melhoria do desempenho dos aquecedores de ar

Normalmente, o amoníaco é utilizado em sistemas de controlo de NOx utilizando tecnologia de redução catalítica seletiva (SCR) ou redução não catalítica seletiva (SNCR). Em especial, a formação de bissulfato de amónia (NH4)HSO4 ou ABS pode obstruir os aquecedores de ar e os precipitadores eletrostáticos. A utilização de adsorventes Sorbacal® antes do aquecedor de ar e ESP remove o SO3, evitando a formação de ABS, melhorando a eficiência e reduzindo os custos.

Redução do envenenamento do catalisador da SCR

Os sistemas de redução catalítica seletiva (SCR) são utilizados para reduzir o NOx, por exemplo em fluxos de gás de caldeiras a carvão. O arsénico gasoso libertado pela combustão do carvão consegue desativar o catalisador DeNOx. A adição de pequenas quantidades de calcário (CaCO3) ou cal viva (CaO) ao combustível ou à DSI com hidróxido de cálcio antes da SCR reduz o arsénio gasoso no gás de combustão. Isto reduz o seu efeito nocivo no catalisador, aumentando a eficiência da captura de NOx e reduzindo os custos. Além disso, também é possível reduzir a temperatura operacional mínima da SCR.

Melhoramento do controlo de mercúrio

Normalmente, são utilizados adsorventes secos baseados em carvão ativado em pó (PAC) em aplicações de controlo de mercúrio. Sabe-se que a presença de SO3 no fluxo de gás de combustão aumenta o consumo de carvão, que compete com o mercúrio nas localizações de captura de carvão ativado. A injeção de Sorbacal® a montante da injeção de carvão captura o SO3, reduzindo assim o consumo de PAC e os custos de controlo do mercúrio.

Custo do adsorvente

Ao considerar processos secos, deverá comparar os custos dos adsorventes de cálcio e sódio. Este procedimento é extremamente importante numa base de consumo de massa. Isto pode ser ilustrado pela

comparação do hidróxido de cálcio (Ca(OH)2) Sorbacal® com trona. Para o mesmo consumo molar, o consumo real com base no peso é muito superior no adsorvente de sódio, devido à diferença de peso molecular: 226 (g/mol) para o trona vs. 74 (g/mol) para o hidróxido de cálcio Sorbacal®. Ao estimar o custo do adsorvente com base no peso, é possível calcular o custo por tonelada real de adsorvente do gás ácido capturado.

Sem custos de moagem

Ao contrário dos adsorventes de hidróxido de cálcio (Ca(OH)2) Sorbacal®, a maior parte dos adsorventes de sódio (por exemplo, o bicarbonato de sódio) exige habitualmente moagem nas instalações. Isto é necessário para produzir pó suficientemente fino para o tratamento do gás de combustão. A moagem nas instalações faz subir os custos de capital, energia e manutenção do processo de tratamento de gases de combustão.

Valor acrescentado das cinzas volantes

A utilização de adsorventes baseados em sódio produz sulfato de sódio, que é muito solúvel. Pelo contrário, os produtos baseados em cálcio Sorbacal® criam sulfato de cálcio, que é menos solúvel. As cinzas volantes resultantes poderão respeitar os limites de filtragem, permitindo a sua utilização na estabilização dos solos e aumentando o seu valor de revenda. Além disso, o elevado conteúdo de sódio das cinzas volantes poderá impedir a sua utilização em aplicações de cimento e betão.

Elevado grau de pureza e brancura

Fornecemos adsorventes com o mais elevado grau de pureza e brancura. A brancura superior aumenta o valor de revenda do gipso gerado pelos depuradores húmidos.

Menos resíduos

Comparado com os hidratos padrão, o elevado desempenho dos adsorventes Sorbacal® reduz o consumo. Isto gera menos resíduos, tendo um impacto positivo nos custos operacionais diretos e indiretos do tratamento de gases de combustão.

Aumento do tempo de funcionamento

Devido ao elevado desempenho do Sorbacal®, a frequência de reabastecimento dos silos é inferior à dos adsorventes padrão. Isto permite otimizar a logística, viabilizando a utilização de silos com menor volume.

Poupança nos custos de filtros de mangas

O elevado desempenho do Sorbacal® SP e SPS reduz de forma significativa o consumo, relativamente aos hidratos padrão. Isto resulta numa acumulação mais lenta de resíduos nas mangas dos filtros, permitindo reduzir a frequência de limpeza dos filtros. A redução do desgaste dos materiais das mangas dos filtros aumenta de forma significativa a respetiva vida útil.

Redução da drenagem dos depuradores húmidos

Os produtos Sorbacal® são altamente eficazes na captura de HCl nos gases de combustão. A injeção de adsorventes Sorbacal® antes de um depurador húmido resulta num aumento da captura de cloreto, reduzindo a drenagem do depurador.

Poupanças na remoção de metais pesados

A remoção de metais pesados (por ex. selénio, arsénico) nas águas residuais dos depuradores húmidos será um importante ponto de discussão futura para os operadores de serviços de utilidade pública. A injeção de adsorvente seco (DSI) de Sorbacal® SP ou SPS é muito eficaz na remoção de selénio (SeO2) e arsénico na fase gasosa. A injeção de Sorbacal® SP ou SPS a montante do precipitador eletrostático (ESP) reduz a concentração de selénio nas águas residuais do depurador húmido, podendo eliminar a necessidade de tratamento de água.

Pegada reduzida

Tecnicamente, uma unidade de DSI constitui um sistema simples composto por um silo, unidade de dosagem, pulverizadores e lanças de injeção na conduta. Tem por isso uma pegada reduzida na fábrica existente.

Desempenho de captura superior

Redução do consumo de adsorvente

O elevado volume poroso e área de superfície dos adsorventes Sorbacal® SP e SPS torna-os muito mais eficientes na remoção de gás ácido do que os hidróxidos de cálcio padrão. Os testes de laboratório, demonstrações de escala piloto e experiência comercial revelam que o Sorbacal® SP permite duplicar a atividade dos hidróxidos de cálcio padrão. Isto reduz para metade o adsorvente fresco, reduzindo também a geração de resíduos (ver ilustração).

Remoção real de SO2 nos gases de combustão: curva de desempenho de 3 tipos de adsorventes Sorbacal®

Para uma mesma taxa de remoção de SO2 de 80%, a taxa de dosagem do hidrato melhorado Sorbacal® SP é inferior a metade da do Sorbacal® H, o nosso hidrato padrão de alta qualidade. O Sorbacal® SPS é ainda mais eficiente, reduzindo ainda mais a taxa de dosagem relativamente ao Sorbacal® SP.

A curva depende das condições operacionais e da composição do gás. Os nossos peritos conseguem simular as curvas de desempenho que representam a sua aplicação específica, de modo a calcular o consumo de adsorvente Sorbacal®. O exemplo mostra diferentes taxas de dosagem para a mesma taxa de remoção de SO2.

Limites de emissões mais estritos

O elevado volume poroso e área de superfície dos adsorventes Sorbacal® SP e SPS torna-os muito mais eficientes na remoção de gás ácido do que os hidróxidos de cálcio padrão. O Sorbacal® SP permite duplicar a atividade dos hidróxidos de cálcio padrão. Isto permite cumprir limites de emissões mais estritos do que com hidratos padrão. Para a maior parte das aplicações, o Sorbacal® SPS é cerca de 30% mais ativo do que o Sorbacal® SP, permitindo cumprir limites ainda mais estritos (ver ilustração).

Remoção real de SO2  nos gases de combustão: curva de desempenho de 3 tipos de adsorventes Sorbacal®

Para uma mesma taxa de dosagem de 2,5 toneladas/dia, os produtos Sorbacal® proporcionam diferentes níveis de eficácia de remoção de SO2. Não é possível atingir limites de emissões estritos com os adsorventes de hidróxido de cálcio normais, exigindo adsorventes de elevada atividade como o Sorbacal® SP ou SPS.

Eficiência superior das fábricas

Em alguns processos, o ar de admissão é pré-aquecido com gás de combustão. Caso o gás de combustão contenha trióxido de enxofre (SO3) e transfira demasiado calor, poderá formar-se ácido sulfúrico. Isto gera corrosão do aquecedor de ar. A injeção dos nossos adsorventes antes do aquecedor de ar permite a captura do SO3, eliminando o risco de formação de ácido sulfúrico. Isto permite uma melhor recuperação de energia, aumentando a eficiência energética e reduzindo as emissões de gases com efeitos de estufa (CO2).

Resposta rápida a picos

Ao contrário da maior parte dos outros sistemas, a DSI permite uma rápida modificação da dosagem: de 0 a 100% em alguns minutos. Isso permite uma resposta rápida às alterações do nível dos picos devido às diferenças de qualidade do combustível. Os "cortes de picos" aumentam a eficiência, reduzindo os custos de captura dos poluentes. Isto revela-se especialmente útil nos processos combinados, por exemplo, no caso da DSI combinada com adsorvente pulverizado por via seca. Os sistemas de DSI também são fáceis de ligar e desligar, uma funcionalidade útil para centrais elétricas com grandes oscilações de carga.

Sem impacto na temperatura dos gases de combustão

Num processo de DSI, a temperatura dos gases de combustão não é afetada, permitindo aumentar a recuperação térmica e a eficiência do processo.

Tamanho das partículas otimizado

O tamanho otimizado das nossas partículas é suficientemente pequeno para permitir uma elevada reatividade, mas suficientemente grande para obter uma remoção eficiente de partículas nos precipitadores eletrostáticos (ESPs). Nos filtros de manga, a dimensão das partículas evita quedas de pressão demasiado grandes. Tal reduz os custos energéticos e de manutenção, prolongando a vida útil desses filtros. Além disso, o tamanho otimizado das partículas significa que os nossos produtos foram concebidos para proporcionar um bom comportamento de fluxo, reduzindo ao mínimo os problemas de transporte nos sistemas de silo e de doseamento. Com isso, reduzimos o risco de ultrapassagem dos limites de emissões devido à obstrução do sistema, além de reduzirmos os custos operacionais e de manutenção.

Compatibilidade ESP

O Sorbacal® SPS possui uma condutividade elétrica superior à dos hidróxidos de cálcio normais, assim como um tamanho das partículas otimizado. Isto torna o produto compatível com os sistemas de precipitadores eletrostáticos (ESP). A elevada reatividade do SPS permite melhorar o controlo do SO2 sem aumentar as emissões de partículas do ESP.

Redução das emissões de partículas

Os adsorventes Sorbacal® de elevada reatividade têm um consumo inferior para a mesma taxa de captura de gás ácido. Isto reduz a carga do filtro e, consequentemente, as emissões de partículas.

Melhoria do desempenho dos aquecedores de ar

Normalmente, o amoníaco é utilizado em sistemas de controlo de NOx utilizando tecnologia de redução catalítica seletiva (SCR) ou redução não catalítica seletiva (SNCR). Em especial, a formação de bissulfato de amónia (NH4)HSO4 ou ABS pode obstruir os aquecedores de ar e os precipitadores eletrostáticos. A utilização de adsorventes Sorbacal® antes do aquecedor de ar e ESP remove o SO3, evitando a formação de ABS, melhorando a eficiência e reduzindo os custos.

Redução do envenenamento do catalisador da SCR

Os sistemas de redução catalítica seletiva (SCR) são utilizados para reduzir o NOx, por exemplo em fluxos de gás de caldeiras a carvão. Mas o arsénico gasoso libertado pela combustão do carvão consegue desativar o catalisador DeNOx. A adição de pequenas quantidades de calcário (CaCO3) ou cal viva (CaO) ao combustível permite reduzir a presença de arsénico gasoso no gás de combustão. Isto reduz o seu efeito nocivo no catalisador, aumentando a eficiência da captura de NOx e reduzindo os custos. Além disso, também é possível reduzir a temperatura operacional mínima da SCR.

Melhoramento do controlo de mercúrio

Normalmente, são utilizados adsorventes secos baseados em carvão ativado em pó (PAC) em aplicações de controlo de mercúrio. Sabe-se que a presença de SO3 no fluxo de gás de combustão aumenta o consumo de carvão. A injeção de Sorbacal® a montante da injeção de carvão captura o SO3, reduzindo assim o consumo de PAC e os custos de controlo do mercúrio.

Aumento da vida útil do catalisador da SCR

O Sorbacal® SP e SPS são muito eficazes na remoção de SO3 nos gases de combustão. A injeção de Sorbacal® SP ou SPS antes de uma unidade de redução catalítica seletiva (SCR) reduz o risco de formação de bissulfato de amónia. Isto permite que a SCR funcione a uma temperatura inferior, prolongando a vida útil do catalisador.

Geração nula de NOx

Alguns adsorventes baseados em sódio emitem NOx durante a reação com os gases de combustão. Pode ocorrer a adsorção destes óxidos de azoto na superfície do carvão ativado em pó (PAC), reduzindo a sua eficiência na captura de mercúrio. Os adsorventes Sorbacal® não geram NOx nas suas instalações.

Sem consumo de água

Na injeção de adsorvente seco (DSI), os nossos produtos de reatividade melhorada permitem uma remoção eficiente dos poluentes sem utilização de água. É o inverso do que sucede nos sistemas intensivos em água, como os depuradores húmidos ou os adsorventes pulverizados por via seca. Torna a DSI particularmente vantajosa em regiões onde a água é escassa.

Despesas de capital reduzidas

Comparada com outras tecnologias FGT, uma unidade DSI requer um investimento limitado e apenas uma pequena paragem para instalação. Constitui um suplemento simples ao processo existente. 

Pegada reduzida

Tecnicamente, uma unidade de DSI constitui um sistema simples composto por um silo, unidade de dosagem, pulverizadores e lanças de injeção na conduta. Tem por isso uma pegada reduzida na fábrica existente.

Resposta rápida a picos

Ao contrário da maior parte dos outros sistemas, a DSI permite uma rápida modificação da dosagem: de 0 a 100% em alguns minutos. Isso permite uma resposta rápida às alterações do nível dos picos devido às diferenças de qualidade do combustível. Os "cortes de picos" aumentam a eficiência, reduzindo os custos de captura dos poluentes. Isto revela-se especialmente útil nos processos combinados, por exemplo, no caso da DSI com adsorvente pulverizado por via seca. Os sistemas de DSI também são fáceis de ligar e desligar, uma funcionalidade útil para centrais elétricas com grandes oscilações de carga.

Remoção de múltiplos poluentes

Os adsorventes Sorbacal® podem ser misturados com carvão ativado, linhite ativado ou Minsorb® para combinar a remoção de gás ácido com a captura de micropoluentes (por ex., mercúrio, dioxinas, furanos). Desta forma só é necessário um sistema DSI, o que permite reduzir os custos. As misturas são personalizadas de acordo com a composição dos gases de combustão do cliente.

Utilização segura de carvão ativado

A injeção de carvão ativado em pó (PAC) pode originar pontos quentes no filtro de manga. Também pode exigir equipamento especial de armazenamento e dosagem à prova de explosão, por exemplo para garantir a conformidade com a Diretiva Europeia ATEX. As nossas misturas de Sorbacal® e PAC atenuam o risco de explosão e incêndio.

Excelente comportamento de fluxo

Os produtos de DSI da Lhoist são concebidos para proporcionar um bom comportamento de fluxo, minimizando os problemas de transporte nos silos e sistemas de dosagem. Isto reduz o risco de exceder os limites de emissões devido à obstrução do sistema, reduzindo os custos operacionais e de manutenção.

Sem custos de moagem

Ao contrário dos adsorventes de hidróxido de cálcio (Ca(OH)2) Sorbacal®, a maior parte dos adsorventes de sódio (por exemplo, o bicarbonato de sódio) exige habitualmente moagem nas instalações. Isto é necessário para produzir pó suficientemente fino para o tratamento do gás de combustão. A moagem nas instalações faz subir os custos de capital, energia e manutenção do processo de tratamento de gases de combustão.