Seus benefícios

Nossos adsorventes Sorbacal® baseados em cálcio e suas misturas oferecem capturas excelentes para uma gama extensa de poluentes ácidos e micropoluentes. Além de uma captura eficiente de poluentes, o uso de adsorventes Sorbacal® resultam em um número maior de benefícios ao seu processo. A combinação de nossos produtos e nossos serviços e soluções personalizados para os seus equipamentos e operações particulares de FGT permitem conquistar ganhos adicionais.

NOSSOS PRODUTOS SÃO EXCELENTES PARA:

Solução de custo geral mais baixo

Ao levar em consideração o custo de capital do equipamento, a eficiência de adsorventes aprimorados e a flexibilidade operacional, frequentemente, temos como oferecer a solução de custo geral mais baixo aos nossos clientes.

Consumo de água zero

Em injeções de adsorventes secos (DSI), nossos produtos com reatividade aprimorada permitem uma remoção de poluentes eficientes sem o uso de água. Isso é um contraste com sistemas que usam muita água como depuradores por via úmida ou absorventes pulverizados por via seca. E torna a DSI particularmente vantajosa em regiões com escassez de água.

Baixo capex

Em comparação com outras tecnologias de FGT, a unidade de DSI exige um investimento muito baixo e apenas pouco tempo de inatividade para a instalação. Trata-se simplesmente de um complemento ao processo existente.

Baixo consumo de energia

Um processo de DSI que utiliza cal hidratada consiste em soprar um pó seco pronto para uso em uma corrente de gás. Sua operação, portanto, consome apenas uma pequena quantidade de pó já que não é necessário nenhuma moagem adicional.

Resposta de sistema rápido

Diferentemente de outros sistemas, a DSI permite uma modificação de dosagem rápida: de 0 a 100% em minutos. Isso permite uma resposta rápida a modificações no nível do pico para diversas alterações na qualidade do combustível ou de outros processos. “Cortes de pico” aumentam a eficiência e reduzem os custos da captura de poluentes. Isso é particularmente útil em processos combinados, por exemplo, DSI com um absorventes pulverizados por via seca. Um sistema de DSI também pode ser facilmente ligado e desligado, um recurso útil para centrais elétricas com trocas de grandes oscilações de cargas.

Filtro de mangas com vida útil mais longa

Cinzas volantes podem ser muito corrosivas ao tecido de filtros de manga. Na DSI, a cinza volante é diluída, impedindo a degradação do tecido e reduzindo os custos. Nossos adsorventes também são usados para pré-revestir os filtros de manga com uma camada protetora, aumentando mais a vida útil de seu filtro de mangas.

Remoção de multipoluentes

Nossos adsorventes Sorbacal® podem ser misturados com carvão ativado, linhito ativado ou Minsorb® para uma remoção de gás ácido e captura de micropoluentes combinadas (por exemplo, mercúrio, dioxinas, furanos). Dessa forma, apenas um sistema de DSI é necessário e os custos são reduzidos. As misturas são adaptadas dependendo da composição de gás de combustão do cliente. 

Corrosão de equipamentos inferiores

Quando o resfriamento de gases ácidos como SO3 e HCl atingem seus pontos de condensação na presença de umidade, compostos muito corrosivos são criados que danificam dutos 
e sistemas de controle de poluição do ar. Nossos adsorventes Sorbacal® altamente reativos asseguram uma captura eficiente uma ampla variedade de temperaturas, reduzindo a corrosão nos dutos. 

Maior flexibilidade de combustível

O carvão com alto teor de enxofre ou outros combustíveis primários custam consideravelmente menos do que combustíveis com baixo teor de enxofre. A reatividade superior e o potencial de captura do gás de combustão dos adsorventes Sorbacal® possibilitam o uso de combustíveis com níveis mais altos de enxofre ou cloreto. Isso aumenta a flexibilidade operacional 
e proporciona mais economia.

Desempenho de gerador melhorado

Geralmente a amônia é usada em sistemas de controle de NOx usando a tecnologia de redução catalítica seletiva (SCR) ou de redução não-catalítica seletiva (SNCR). Particularmente, a formação de bissulfato de amônio (NH4)HSO4 ou ABS pode gerar incrustações e precipitadores eletrostáticos. Adsorventes Sorbacal® usados antes da incrustação e ESP removem SO3 e impedem a formação de ABS, aumentando a eficiência e reduzindo custos.

Redução do envenenamento do catalisador da rcs

Os sistemas de redução catalítica seletiva (SCR) são usados para baixar o NOx, por exemplo, em correntes de gás de caldeiras movidas a carvão. O arsênico gasoso liberado pela combustão de carvão pode desativar o catalisador de DeNOx. Adicionar pequenas quantidades de calcário (CaCO3) ou cal virgem (CaO) ao combustível ou DSI com cal hidratada antes da SCR reduz o arsênico gasoso no gás de combustão. Isso diminui seu efeito negativo no catalisador, impulsionando a eficiência da captura de NOx e reduzindo custos. 
A temperatura operacional mínima da SCR também pode ser reduzida. 

Controle de mercúrio melhorado

Geralmente, adsorventes secos baseado em carvão ativado pulverizado (PAC) são usados em aplicações de controle de mercúrio. Sabe-se que o SO3 aumenta o consumo de carbono na corrente de gás de combustão, pois ele compete com o mercúrio em locais de captura de carvão ativado. O Sorbacal® injetado upstream da injeção de carvão captura o SO3, reduzindo, portanto, o consumo de PAC e os custos de controle de mercúrio.

Custo de adsorventes

Quando for considerar processos secos, é recomendável comparar os custos de adsorventes de cálcio e sódio. É fundamental fazer isso com base no consumo de massa. Isso pode ser ilustrado contrastando o hidróxido de cálcio do Sorbacal® (Ca(OH)2) com bicarbonato de sódio hidratado (evaporito). Para o mesmo consumo molar, o consumo real com base no peso é consideravelmente maior do que para o adsorvente de sódio por conta da diferença no peso molecular: 226 (g/mol) para bicarbonato x 74 (g/mol) para hidróxido de cálcio do Sorbacal®. Ao calcular o custo do adsorvente com base no peso, é possível calcular o custo do adsorvente por tonelada real de gás ácido capturado. 

Sem custos de moagem

Diferentemente de adsorventes Sorbacal® de hidróxido de cálcio (Ca(OH)2), geralmente a maioria de adsorventes de cálcio precisa ser moído no local, como, por exemplo, o bicarbonato de sódio. Isso é necessário para produzir pó fino suficiente para o tratamento de gás de combustão. Uma moagem no local adiciona capital, energia e custos de manutenção ao processo de tratamento de gás de combustão.

Valor aumentado de cinza volante

O uso de adsorventes baseados em sódio produz sulfato de sódio, que é muito solúvel. Em contraste, produtos Sorbacal® baseados em cálcio criam sulfato de cálcio menos solúvel. 
A cinza volante produzida pode obedecer os limites de lixiviação, possibilitando o seu uso na estabilização do solo e aumentando o seu valor de revenda. O alto teor de sódio em cinzas volantes também pode impedir sua utilização em aplicações em cimento e concreto.

Alta pureza e brancura

Fornecemos adsorventes com a máxima pureza e brancura. A brancura superior aumenta o valor de revenda do gesso gerado por depuradores por via úmida.

Menos resíduos

Em comparação aos produtos hidratados padrão, o alto desempenho de nossos adsorventes Sorbacal® reduz o consumo. Isso gera menos resíduos e exerce um impacto positivo nos custos operacionais diretos e indiretos do tratamento de gás de combustão.

Tempo de execução ampliado

Por conta do alto desempenho do Sorbacal®, a frequência do reabastecimento do silo é menor do que com adsorventes padrão. Isso otimiza a logística e possibilita um silo com um volume menor.

Economia com custos de filtro de mangas

O alto desempenho do Sorbacal® SP e do SPS significa que o consumo é consideravelmente menor do que com produtos hidratados padrão. Isso resulta em um acúmulo mais lento de resíduos nas mangas do filtro e, portanto, limpezas menos frequentes do filtro. A tensão reduzida nos materiais da manga do filtro aumenta consideravelmente sua vida útil.

Blowdown menor de depurador por via úmida

Nossos produtos Sorbacal® são altamente eficazes em capturar HCl do gás de combustão. Injetar adsorventes Sorbacal® antes de um depurador por via úmida resulta em uma captura maior de cloreto e, consequentemente, em blowdown menor em depurador por via úmida.

Economia em remoção de metal pesado

A remoção de metais pesado (como selênio, arsênico) de águas residuais de depuradores por via úmida se tornará um futuro tópico de operadores de utilidades. A injeção de adsorventes seco (DSI) do Sorbacal® SP ou SPS é muito eficaz em remover selênio (SeO2) e arsênico da fase gasosa. Injetar Sorbacal® SP ou SPS upstream do precipitador eletrostático (ESP) reduzirá a concentração de selênio na água residual do depurador por via úmida e pode eliminar o tratamento de água.

Design compacto

Uma unidade de DSI é tecnicamente um sistema simples composto de um silo, unidades de dosagem, soradores e perfurações de injeção no duto. Portanto, ela existe apenas um design compacto na fábrica existente. 

Desempenho de captura superior

Redução de consumo de adsorventes 

O alto volume de poros (porosidade) e a área superficial dos nossos adsorventes Sorbacal® SP e SPS tornam-os muito mais eficientes na remoção de gases ácidos do que cales hidratadas padrão. Testes de laboratório, demonstrações em escala piloto e experiência comercial, todos mostram que o Sorbacal® SP pode ser duas vezes ou mais ativo que a cal hidratada padrão. Isso reduz o adsorvente fresco em pelo menos metade e também gera menos resíduos (veja a ilustração).

Remoção de gás de combustão de SO2 - curva de desempenho de três tipos de adsorventes Sorbacal® 

Pela remoção dos mesmos 80% de SO2, a taxa de dosagem do nosso Sorbacal® SP hidratado e reforçado é menos do que metade do Sorbacal® H, nosso produto hidratado padrão principal. O Sorbacal® SPS é até mais eficiente, resultando em uma taxa de dosagem ainda menor em comparação ao Sorbacal® SP.

A curva depende nas condições operacionais e composição de gás. Nossos especialistas podem simular curvas de desempenho que representam sua aplicação específica para calcular o consumo do adsorvente Sorbacal®. O gráfico mostra taxas de dosagem diferentes para a mesma remoção de SO2.

Limites de emissão mais rígidos

O alto volume de poros e a área superficial dos nossos adsorventes Sorbacal® SP e SPS tornam-os muito mais eficientes na remoção de gases ácidos do que cales hidratadas padrão. O Sorbacal® SP pode ser duas vezes mais ativo que a cal hidratada padrão. Isso permite atingir limites de emissão mais rígidos do que aqueles conseguidos com o produto hidratado padrão. Para a maioria das aplicações, o Sorbacal® SPS é cerca de 30% mais ativo do que o Sorbacal® SP e, portanto, capaz de atingir limites ainda mais rígidos (veja a ilustração).

Remoção de gás de combustão de SO2 - curva de desempenho de três tipos de adsorventes Sorbacal® 

Para a mesma taxa de dosagem, nossos produtos Sorbacal® fornecem diferentes níveis de eficiência de remoção de SO2. Limites de emissão rígidas não podem ser atingidas com adsorventes de cal hidratada regulares e exigirão adsorventes altamente ativos como Sorbacal® SP ou SPS.

Eficiência maior na fábrica

Em alguns processos, o ar de admissão é pré-aquecido com o gás de combustão. Caso o gás de combustão contenha trióxido de enxofre (SO3) e ele transferir muito calor, o ácido sulfúrico poderá se formar. Isso resulta na corrosão de incrustações. Ao injetar nossos adsorventes antes da incrustação, o SO3 pode ser capturado, eliminando o risco da formação de ácido sulfúrico. Isso permite uma recuperação de energia mais profunda, impulsionando a eficiência energética e reduzindo as emissões de gases do efeito estufa (CO2). 

Resposta de sistema rápido

Diferentemente de outros sistemas, a DSI permite uma modificação de dosagem rápida: de 0 a 100% em minutos. Isso permite uma resposta rápida a modificações no nível do pico para diversas alterações na qualidade do combustível. “Cortes de pico” aumentam a eficiência e reduzem os custos da captura de poluentes. Isso é particularmente útil em processos combinados, por exemplo, DSI combinado com um absorvente pulverizado por via seca. Um sistema de DSI também pode ser facilmente ligado e desligado, um recurso útil para centrais elétricas com trocas de grandes oscilações de cargas.

Nenhum impacto na temperatura do gás de combustão

Em um processo de DSI, a temperatura do gás de combustão não é afetada, permitindo uma recuperação maior de calor e eficiência ampliada do processo.

Tamanho de partícula otimizado

Nosso tamanho de partícula otimizado é pequeno o suficiente para alta reatividade, porém, grande o suficiente para remoção eficiente de particulados em precipitadores eletrostáticos (ESPs). Em filtros de mangas, nosso tamanho de partículas impede uma queda de pressão muito alta. Isso evita custos elevados com energia e manutenção e uma vida útil reduzida das mangas do filtro. Além disso, tamanho de partícula reduzido significa que os nossos produtos são projetados para um bom comportamento de fluxo, minimizando os problemas com transporte em sistemas de silos e dosagem. Isso reduz o risco de exceder os limites de emissões por conta de um sistema entupido, e reduz os custos operacionais e de manutenção.

Compatibildiade com ESP

O Sorbacal® SPS tem uma condutividade elétrica maior do que a cal hidratada regular, assim como um tamanho de partícula otimizado. Isso torna o produto compatível com sistemas do precipitador eletrostático (ESP). A alta reatividade do SPS resulta em um controle melhor de SO2 sem aumentar as emissões de partículas do ESP. 

Emissões de particulados reduzidas

Nossos adsorventes Sorbacal® altamente reativos exigem um consumo menor para uma determinada taxa de captura de gás ácido. Isso reduz a carga do filtro e, consequentemente, as emissões de particulados.

Desempenho de gerador melhorado

Geralmente a amônia é usada em sistemas de controle de NOx usando a tecnologia de redução catalítica seletiva (SCR) ou de redução não-catalítica seletiva (SNCR). Particularmente, a formação de bissulfato de amônio (NH4)HSO4 ou ABS pode gerar incrustações e precipitadores eletrostáticos. Adsorventes Sorbacal® usados antes da incrustação e ESP removem SO3 e impedem a formação de ABS, impulsionando a eficiência e reduzindo custos.

Redução do envenenamento do catalisador da rcs

Os sistemas de redução catalítica seletiva (SCR) são usados para baixar o NOx, por exemplo, em correntes de gás de caldeiras movidas a carvão. Porém, o arsênico gasoso liberado pela combustão de carvão pode desativar o catalisador de DeNOx. Adicionar pequenas quantidades de calcário (CaCO3) ou cal virgem (CaO) ao combustível ou DSI reduz o arsênico gasoso no gás de combustão. Isso diminui seu efeito negativo no catalisador, impulsionando a eficiência da captura de NOx e reduzindo custos. A temperatura operacional mínima da SCR também pode ser reduzida.

Controle de mercúrio melhorado

Geralmente, adsorventes secos baseados em carvão ativado pulverizado (PAC) são usados em aplicações de controle de mercúrio. O SO3 na corrente do gás de combustão aumenta 
o consumo de carbono. O Sorbacal® injetado upstream da injeção de carvão captura o SO3, reduzindo, portanto, o consumo de PAC e os custos de controle de mercúrio.

Aumento da vida útil do catalisador de scr

O Sorbacal® SP e o SPS são muito eficientes na remoção de SO3 no gás de combustão. A injeção de Sorbacal® SP ou SPS antes a uma unidade de redução catalítica seletiva (SCR) reduz o risco de formação de bissulfato de amônio. Isso permite que a SCR opere em uma temperatura mais baixa, o que aumenta a vida útil do catalisador.

Geração zero de nox

Alguns adsorventes baseados em sódio emitirão NOx durantes sua reação no gás de combustão. Esses óxidos de nitrogênio podem adsorver na superfície de carvão ativado pulverizado (PAC) reduzindo, portanto, sua eficiência na captura de mercúrio. Adsorventes Sorbacal® não vão gerar NOx em sua instalação.

Consumo de água zero

Em injeções de adsorventes secos (DSI), nossos produtos com reatividade aprimorada permitem uma remoção de poluentes eficientes sem o uso de água. Isso é um contraste com sistemas que usam muita água como depuradores por via úmida ou absorventes pulverizados por via seca. E torna a DSI particularmente vantajosa em regiões com escassez de água.

Baixo capex

Comparativamente, a unidade de DSI exige um investimento muito baixo e apenas pouco tempo de inatividade para a instalação. Trata-se simplesmente de um complemento ao processo existente.

Design compacto

Uma unidade de DSI é tecnicamente um sistema simples composto de um silo, unidades de dosagem, soradores e perfurações de injeção no duto. Portanto, ela existe apenas um design compacto na fábrica existente.

Resposta de sistema rápido

Diferentemente de outros sistemas, a DSI permite uma modificação de dosagem rápida: de 0 a 100% em minutos. Isso permite uma resposta rápida a modificações no nível do pico para diversas alterações na qualidade do combustível. “Cortes de pico” aumentam a eficiência e reduzem os custos da captura de poluentes. Isso é particularmente útil em processos combinados, por exemplo, DSI com um absorventes pulverizados por via seca. Um sistema de DSI também pode ser facilmente ligado e desligado, um recurso útil para centrais elétricas com trocas de grandes oscilações de cargas.

Remoção de multipoluentes

Nossos adsorventes Sorbacal® podem ser misturados com carvão ativado, linhito ativado ou Minsorb® para uma remoção de gás ácido e captura de micropoluentes combinadas (por exemplo, mercúrio, dioxinas, furanos). Dessa forma, apenas um sistema de DSI é necessário e os custos são reduzidos. As misturas são adaptadas dependendo da composição de gás de combustão do cliente.

Uso seguro de carvão ativado

A injeção de carvão ativado pulverizado (PAC) pode resultar em pontos quentes no filtro de mangas. Também pode ser necessário equipamentos especiais de armazenamento à prova de explosões e de dosagem, por exemplo, para cumprir a legislação européia sobre o uso de explosivos, a ATEX. Nossas misturas de Sorbacal® e PAC mitigam os riscos de explosão e incêndio. 

Excelente comportamento de fluxo

Os produtos de DSI da Lhoist são projetados para um bom comportamento de fluxo, minimizando os problemas com transporte em sistemas de silos e dosagem. Isso reduz o risco de exceder os limites de emissões por conta de um sistema entupido, e reduz os custos operacionais e de manutenção.

Sem moagem

Diferentemente de adsorventes Sorbacal® de hidróxido de cálcio, geralmente a maioria de adsorventes de cálcio precisa ser moído no local, como, por exemplo, o bicarbonato de sódio. Isso é necessário para produzir pó fino suficiente para o tratamento de gás de combustão. Uma moagem no local adiciona capital, energia e custos de manutenção ao processo de tratamento de gás de combustão.

Encontre a melhor solução para a sua empresa entrando em contato com um dos nossos especialistas locais.